Contacto físico

atta

Hoje quero focar na importância do contacto físico para um saudável desenvolvimento emocional.

Os bebés necessitam de contacto físico quase permanente com um “primary caregiver”.

É uma necessidade vital, sentir a mãe, saber-se protegido e amado. Não têm noção do tempo e do espaço: fora da vista, acham que a mãe desapareceu para sempre e sentem-se aflitos e desamparados.O contacto físico é para os bebés a única grande garantia de que estão seguros. É a partir da segurança física e emocional providenciada pela figura de referência afetiva, que os bebés aprendem a auto regular-se e a explorar o mundo.

Infelizmente, hoje em dia a publicidade e as opiniões desinformadas desestabilizam a intuição dos pais e insistem que “dar colo é mimar”, “amamentar é vício”; e reagir ao choro do bebé transforma-o num “pequeno tirano”.

A maioria dos pais gasta tempo, energia e dinheiro em carrinhos da ultima moda, camas de grades tipo gaiola, intercomunicadores, biberões, chupetas,etc. para não falar nas horas de desespero quando tentam adormecer o bebé, que desata a chorar mal é colocado no berço, ou na violência do desmame precoce ou dos treinos de sono.

Basta um pano porta bebés ou outro tipo de mochila para transportar bebés, (DESDE que seja na posição de rã, para salvaguardar o bom desenvolvimento da coluna e da anca). Aí o Bebé está feliz ; seguro, próximo da mãe. E a mãe sente o seu bebé, vê que ele esta bem, e segue a sua vida normal. Eu, pessoalmente, adoro o pano porta-bebés. Faço tudo com a bebé no pano: passear, brincar, cozinhar, limpar, dar banho aos miúdos mais velhos, compras, até aspirar ! A bebé adormece quando quer, acorda, olha para o mundo, palra, adormece outra vez.  Paz e sossego para todos!

Aconselho!

Há muitas maneiras de atar o pano, esta é a minha preferida…

Agnes